Econotícias Online

Data: 08.12.2014

ONU: Governos reunidos em Lima para discutir novo tratado global sobre o clima

A capital do Peru recebe desde o começo do mês líderes de 196 nações que participam da Conferência da ONU sobre Mudança Climática com o intuito de avançar o rascunho de um novo tratado universal para combater os efeitos do aquecimento global. O novo tratado será adotado em dezembro de 2015, em uma Conferência em Paris, e entrará em vigor a partir de 2020.

Representando a Conferência Quadro da ONU sobre as Mudanças Climáticas (UNFCCC), a secretária executiva, Christiana Figueres, reforçou sua confiança nas negociações em Lima, alegando que a produtividade do encontro abrirá portas para um consenso durante a última reunião das partes – a COP21 – que será realizada na capital francesa.

A UNFCCC foi criada durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento ocorrida no Rio de Janeiro em 1992 para promover o compromisso dos países na redução dos efeitos negativos na atmosfera e assim controlar a temperatura global. “Nunca antes os riscos da mudança climática ficaram tão óbvios e os impactos tão visíveis. Nunca antes sentimos tanto ensejo de todas as camadas da sociedade para empreender ações climáticas. Nunca antes a sociedade teve em seu poder tantas políticas inteligentes e recursos tecnológicos para conter as emissões de gases do efeito estufa e construir resiliência”, disse Christiana.

A vigésima sessão da Conferência das Partes (COP) permanecerá reunida até 12 de dezembro. O grupo definirá o escopo e os tipos de contribuições que cada país assumirá no acordo final, bem como serão administradas as finanças, tecnologias e criação de capacidades. Essas contribuições serão registradas em um documento, chamado Contribuições Pretendidas Determinadas Nacionalmente, que deverá ser entregue no primeiro trimestre de 2015.

Figueres felicitou a liderança da União Europeia, dos Estados Unidos e da China, países que já anunciaram publicamente suas metas e visões do clima para pós-2020 e frisou que vários países estão trabalhando duro para aumentar suas reduções de emissões de gases de efeito estufa antes da entrada em vigor do novo tratado.

 

Fundo para financiar ações do clima

Recentemente, as promessas dos governos de capitalizar o Fundo Verde do Clima alcançaram 9,6 bilhões de dólares, mostrando que o marco estabelecido de 10 bilhões está a um passo de ser conquistado. Esse capital ajudará principalmente os países em desenvolvimento a avançar na descarbonização das suas economias e construir resiliência.

 “A ação ampla da sociedade em concertação com as contribuições do governo para o acordo de Paris são cruciais para alcançar o objetivo acordado de limitar o aumento da temperatura global para menos de dois graus Celsius e proteger essa e as futuras gerações”, concluiu a chefe da UNFCCC.ça Climática, 

Fonte: ONU-BR Foto: Divulgação

Listagem de Artigos

Primeira 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 Última


Movimento Ecológico | Rua Dr. Danton Vampret - 128 Aldeia de Barueri | Fone: (11) 4163-4382 | E-mail: movieco@movieco.org.br