Econotícias Online

Data: 10.09.2014

Cerveja: cevada, lúpulo, levedura, água e plástico. Plástico?

Os plásticos estão em todos os lugares. Até aí, nenhuma novidade. Mas, até na cerveja? Sim, na cerveja também. Autores de um novo estudo publicado na última edição de ‘Food Additives and Contaminants’ (Aditivos Alimentares e Contaminantes, em tradução livre) comprovam vestígios de partículas de plástico e outros detritos na popular ‘loira’. 
 
Amostras testadas em laboratório de 24 variedades de cervejas alemãs, incluindo 10 das marcas mais populares do país, apresentaram microfibras de plástico em 100% dos casos. 
 
“O pequeno número de itens microplásticos encontrados nas cervejas pode não ser alarmante, mas a sua ocorrência em uma bebida tão comum como a cerveja indica que o ambiente humano está contaminado por polímeros sintéticos em grande escala”, diz o relatório. 
 
Embora nenhuma das cervejas testadas continha plástico suficiente para ser iminentemente prejudicial à saúde, entre os outros detritos encontrados, estão células esfoliadas da pele, pequenos cacos de vidro, além de quase todo um inseto morto.
 
Não é novidade que os plásticos simplesmente não desaparecem no ar. Garrafas de água e sacos plásticos podem levar até 500 anos para se decompor. Isso porque os plásticos não são biodegradáveis. Quando expostos à luz desintegram-se em milhões de pedaços. Esses pedaços permanecem nos ecossistemas do planeta e, aparentemente, dentro das garrafas de cerveja também.
Por Henny Freitas Foto: Diário do Nordeste

Listagem de Artigos

Primeira 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 Última


Movimento Ecológico | Rua Dr. Danton Vampret - 128 Aldeia de Barueri | Fone: (11) 4163-4382 | E-mail: movieco@movieco.org.br