Econotícias Online

Data: 30.06.2014

Protesto na Legolândia

Greenpeace cria cenas de protesto com figuras LEGO em todo o parque temático ‘Legoland’, no Reino Unido. Os ativistas pedem a LEGO para cortar os laços com a Shell e ajudar a verdadeiramente “Salvar o Ártico”. 
 
Nos últimos anos, a Shell tem usado a marca LEGO para limpar a sua imagem como um perfurador de petróleo do Ártico. 
 
16 milhões de conjuntos LEGO da marca Shell foram vendidos ou distribuídos em postos de gasolina de 26 países.
 
Segundo o site do Greenpeace, a Shell quer aproveitar o gelo derretido para perfurar mais um ponto de extração de combustíveis, causa do derretimento glacial em primeiro plano. Mas os cientistas dizem que um derramamento de óleo lá seria impossível de se limpar, devastando a vida selvagem do Ártico. 
 
“A Shell sabe que precisa corrigir sua má reputação para manter o esquema Ártico vivo. E um acordo com LEGO, a empresa favorita do mundo dos brinquedos, é um sonho de relações públicas tornado-se realidade”, diz Ian Duff, ativista em pró da campanha ”Salve o Ártico”.
Henny Freitas Foto: Greenpeace

Listagem de Artigos

Primeira 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 Última


Movimento Ecológico | Rua Dr. Danton Vampret - 128 Aldeia de Barueri | Fone: (11) 4163-4382 | E-mail: movieco@movieco.org.br