Econotícias Online

Data: 30.06.2014

Comer Carne contribui com o Aquecimento Global

O setor agrícola é responsável por um décimo das emissões de gases de efeito estufa dos Estados Unidos. A boa notícia é que diferentes tipos de dietas demandam diferentes emissões desses gases. 
 
Uma nova pesquisa revela que a dieta típica de um estadunidense que come quatro onças (o equivalente a 113.4 g), ou mais, de carne por dia é responsável por quase o dobro do aquecimento global em relação aos vegetarianos e cerca de 2,5 vezes mais do que os veganos. 
 
Os pesquisadores justificam a afirmação ao considerar serem menores os impactos de uma dieta de legumes e grãos em relação à canalização da produção de carne através da criação de gado, que, por sua vez, aumenta a quantidade de dióxido de carbono produzido durante todo o processo. Além, também, de cortar a quantidade de óxido nitroso liberado a partir de solos lavrados e fertilizados e eliminar metano produzido pelos gases intestinais das vacas e de outros animais.
 
A equipe britânica analisou a dieta de 2.041 veganos, 15.751 vegetarianos, 8.123 consumidores de peixe e 29.589 consumidores de carne. Todas as dietas analisadas eram de cidadãos do Reino Unido.
 
Os cientistas estimaram as emissões de gases de efeito estufa a partir da combinação de 289 tipos de alimentos e os impactos do aquecimento global dessas quatro dietas, com base no consumo de 2.000 calorias por dia. Os resultados foram publicados este mês na revista Climatic Change.
 
Abaixo, a estimativa do quanto a dieta de um homem é responsável pela poluição de dióxido de carbono ou equivalente (CO2e) diariamente. A média de uma mulher é apenas um pouco menor: 
 

Consumidores de carne 7 kg de CO2e 
Consumidores de peixe (nenhuma outra carne) 4 kg 
Vegetarianos 3.5 kg
Veganos 3 kg
 
 
Os pesquisadores não apenas quantificaram os benefícios climáticos de se tornar vegetariano. Seus dados ofereceram ainda um lembrete dos benefícios causados na saúde ao eliminar a carne do cardápio. “Com a redução do consumo de produtos de origem animal na dieta houve tendências significativas de baixo teor de gordura saturada, maior teor de fibra e maior ingestão de frutas e vegetais (mas uma maior ingestão de açúcares)”, escreveram no artigo.
Henny Freitas Foto: Shutterstock

Listagem de Artigos

Primeira 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 Última


Movimento Ecológico | Rua Dr. Danton Vampret - 128 Aldeia de Barueri | Fone: (11) 4163-4382 | E-mail: movieco@movieco.org.br