Econotícias Online

Data: 28.04.2014

Lugar de Animais (exóticos) não é no Prato!

A China, país onde se come carne de várias espécies com pauzinhos, espera tirar os animais selvagens do cardápio.
 
A partir de agora, as pessoas que, conscientemente, comerem produtos feitos a partir de uma ou mais das 420 espécies classificadas como ameaçadas de extinção podem ir para a cadeia.
 
Segundo a agência de notícias estatal Xinhua, os amantes do urso, do tigre e do pangolim (bichinho parecido a um tamanduá mesclado com um tatu bola), terão que buscar outra fonte gastronômica para saciar as suas vontades. 
 
Isso porque, o principal órgão legislativo da China aprovou uma nova “interpretação” do direito penal do país permitindo que as autoridades sentenciem as pessoas que degustarem produtos feitos a partir de animais selvagens raros. 
 
Enquanto a China já multava e aprisionava pessoas que raptam, matam, compram e vendem animais selvagens, a partir deste momento a sentença também se aplica aos potenciais apreciadores destas carnes.
 
Caso continuem comendo animais raros, estarão cometendo uma infração considerada grave, com punição prevista entre 3 e 10 anos de prisão. Ou mais!
 
“Esta é uma notícia encorajadora”, celebrou Grace Gabriel, diretor regional da Ásia para o Fundo Internacional do Bem-Estar Animal. “A inclusão no direito penal sobre o consumo da vida selvagem pode desempenhar um papel muito importante na redução do consumo destes animais selvagens em todo o país”, diz. 
 
Segundo Grace, as autoridades chinesas finalmente parecem reconhecer o alcance do problema. 
 
Em março deste ano, 24 pessoas foram presas por tráfico de animais silvestres e 4.500 produtos foram apreendidos em operações policiais em nove províncias do país. 
 
Para desencorajar os contrabandistas, em janeiro deste ano, policiais da província de Guangdong esmagaram seis toneladas de marfim de elefante, confiscados em uma cerimônia pública.
 
Durante o verão, dois russos foram presos na Mongólia por contrabandear cerca de 210 patas de ursos chineses, escondidos nos pneus de uma camionete. A mercadoria ilegal estava avaliada em 1 milhão de reais.
 
No início deste mês, três chineses foram presos na Namíbia após tentarem embarcar em um vôo para Hong Kong com chifres de rinoceronte embrulhados em papel alumínio e peles de leopardo escondidos nas bagagens.
 
Tomara que o sucesso desta lei seja a garantia de vida desses animais!
Henny Freitas Foto: Chaiwat Subprasom/Reuters

Listagem de Artigos

Primeira 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 Última


Movimento Ecológico | Rua Dr. Danton Vampret - 128 Aldeia de Barueri | Fone: (11) 4163-4382 | E-mail: movieco@movieco.org.br