Econotícias Online

Data: 14.04.2014

Ilhas Sustentáveis Projetadas em Nova Iorque

Essas ilhas são mais que paradisíacas aos olhos dos ecologistas: são ilhas capazes de transformar lixo em adubo e ainda criar espaços comunitários públicos como hortas e parques!
 
Nova Iorque destina mais de 14 milhões de toneladas de lixo orgânico e inorgânico para aterros sanitários fora da cidade a cada ano. De acordo com NYC.gov, aproximadamente 30% desses resíduos seriam adequados para a compostagem.
 
Pensando nisso, a empresa de arquitetura Present Architecture desenhou um projeto com o objetivo de enviar o material orgânico para uma série das chamadas ‘ilhas de compostagem’.
 
A primeira etapa do plano transformaria os desperdícios compostáveis de Nova Iorque em ilhas multiuso ao redor de cada um dos cinco distritos da cidade. O projeto chamado ‘Circuito Verde’ contaria com caminhões de transporte de lixo dedicados a coletar resíduo orgânico que seriam desviados dos aterros sanitários da cidade e enviados para 10 estações de compostagem construídas ao largo da costa. 

 
Cada estação teria uma rampa ao nível da rua para facilitar o acesso dos caminhões ao descarregar o lixo orgânico dentro e fora da ilha. O processo de compostagem seria feito no interior e barcas transportariam o produto final já descomposto em um solo rico em nutrientes a fim de reduzir o congestionamento do tráfego terrestre.
 
O espaço em cima dessas instalações foi pensado para ser usado como parques recreativos e hortas comunitárias.
 
Por enquanto o Circuito Verde ainda é um sonho. A próxima etapa do projeto consiste em pesquisar o interesse público e a viabilidade em termos de apoio e financiamento por parte do governo. 
 
Os líderes do projeto afirmam: “Não vai ser barato”. Mas justificam a inversão de valores altos no projeto ao longo prazo, considerando ainda o fato de Nova Iorque gastar mais de 300 milhões de dólares anuais para destinar os resíduos aos aterros sanitários. 
 
Além da moeda, a cidade também contribuiria para aliviar o custo ambiental gerado pela emissão de CO2 proveniente do transporte desses caminhões.
 
Em uma cidade como São Paulo, onde meros 1,2%* de cerca de 9.500 toneladas de lixo doméstico produzidos por dia são
reciclados, essa ou qualquer outra medida seria mais que necessária para mitigar a produção do desperdício – continua sendo uma questão de urgência! 
 
 
*A porcentagem reciclada calculada considera apenas materiais inorgânicos, como por exemplo, o plástico, o papelão e o alumínio.
 
Henny Freitas Fonte: The Huffington Post

Listagem de Artigos

Primeira 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 Última


Movimento Ecológico | Rua Dr. Danton Vampret - 128 Aldeia de Barueri | Fone: (11) 4163-4382 | E-mail: movieco@movieco.org.br