Econotícias Online

Data: 17.10.2013

Movieco promove aula aberta de Yoga para a comunidade em prol do “Yoga pela Paz”

 
Realizada no dia 10 de outubro no Núcleo de Educação Ambiental do Movieco – Movimento Ecológico, entre 8h e 9h, a aula aberta de Yoga contou com a participação de cerca de 20 mulheres, com diferentes faixas etárias. A aula foi conduzida pela professora Alexandra Fogatt, que é fisioterapeuta e professora de Hata Yoga - Método Yengar há seis anos. 
 
A atividade está dentro da proposta do Programa Ecologia do Ser, que acontece no Núcleo de Educação Ambiental do Movieco, que entre várias atividades contempla o curso Eco Yoga, implementado no espaço desde 2010.   A professora de Yoga é  praticante de  Yoga há quase 11 anos e nas aulas aplica o método Yengar, que promove o desenvolvimento de um corpo firme, uma mente saudável e focada e um espírito colaborativo. Essas características são trabalhadas na aula por serem consideradas habilidades desejáveis na integração com a sociedade, além de promover um espírito de respeito entre as pessoas. 
 
Alexandra Fogatt recomenda a prática do Yoga a todas as pessoas que buscam exercícios físicos e um corpo e mente equilibrados. “A Yoga funciona para todas as pessoas, sem limite de idade. Tanto a criança quanto os mais velhos podem praticá-lo. Principalmente no método Yengar, direcionado nas aulas aqui no Movieco, que fazem uso de acessórios que ajudam na prática, que permitem que os alunos se desenvolvam, sentam mais o Yoga, sem sentir tanta dor. Nós fazemos uso do bloco, do cinto, da parede, da cadeira. Tudo isso para trazer mais benefícios e bem estar ao praticante. Para ajudá-lo a realizar todos os exercícios propostos e, claro, dentro do limite de cada um”, explica.
 
Elizabete Aparecida, de 57 anos, pratica o Yoga no Movieco há cerca de um ano e diz que está gostando muito, se sentindo cada vez melhor. “Está sendo ótimo porque a professora é muito legal, ela nos faz praticar bastante alongamento. Eu fiz Yoga quando tinha vinte e poucos anos e agora estou descobrindo coisas que nem sabia que era possível fazer, que ainda conseguiria fazer. Eu tinha problemas de labirintite, dores musculares e agora, vou para casa e tenho pique para fazer todos os trabalhos domésticos. Quando estou no stress do dia a dia, me lembro dos exercícios do Yoga, paro e digo a mim mesma “respira, se acalma” e tudo fica em harmonia”, desabafa.
 
Segundo a professora Alexandra Fogatt, o Yoga é a base de muitos exercícios que são conhecidos e praticados atualmente. As pessoas não têm ciência, mas a essência vem do Yoga. “O Yoga é milenar e é também a base de outras atividades físicas, como por exemplo, o Pilates. A grande base do Pilates é o Yoga. Quem faz Yoga e Pilates percebe que eles são muito parecidos. Difere respiração, difere o nível de conscientização porque para praticar o Yoga é preciso estar mais introspectivo, trazer para você. No Pilates você traz o exercício para o corpo, mas ainda com aquela coisa da academia, para fora. No Yoga, você trabalha o alongamento o tempo todo: alongar com tonificar. Como hoje a proposta era uma aula aberta, tive que pensar nos alunos que vieram pela primeira vez e por isso, fui mais branda na prática dos exercícios. Num primeiro momento, você pensa que está alongando, mas se você conversar com qualquer aluna do curso, vai entender que quando você está alongando, está tonificado também, trabalhando o equilíbrio”, esclarece. 
 
Karine Squiase, 39 anos, pratica o Yoga há quase dois anos e destaca o equilíbrio que conseguiu ao longo da prática realizada. “Aqui no Movieco vai fazer um ano que estou praticando. Eu conheci o Yoga quando morei no Chile. Eu não tinha o hábito de praticar esportes e com a prática do Yoga, tive muita melhora na circulação sanguínea, além da parte espiritual, conhecendo meu “eu interior”. Eu sempre tive uma vida muito agitada, eu media o tempo em que fazia cada coisa, me controlava muito pelo relógio. Hoje faço trabalhos voluntários e posso dizer que tenho uma vida bem mais equilibrada”, explica.
 
A aula aberta realizada no Movieco foi, entre outras razões, para promover o movimento “Yoga pela Paz” que é uma grande celebração que já ocorre há 8 anos no Brasil inteiro, com mais de 800 atividades simultâneas. Com o propósito de consciência e qualidade de vida, a Semana Yoga Pela Paz foi realizada entre os dias 07 a 11 de outubro. As atividades foram relacionadas ao Yoga e Meditação, com o objetivo principal de oferecer ao público leigo a possibilidade de experimentar um pouco da sabedoria do Yoga, que tanta qualidade agrega na vida de seus praticantes.
 
Para Alexandra Fogatt, o “Yoga pela Paz” tem por objetivo despertar as pessoas para as pequenas atitudes, algumas sutilezas adormecidas. “Ele propõe que as pessoas despertem. Primeiro para a Yoga, para quem não conhece, que não é praticante, venha a conhecer. Segundo porque o Yoga faz essa aproximação, chama para o amor, para a fraternidade, para a generosidade, coisas que hoje precisam estar mais ativas em nós. Eu acredito que o motivo principal é chamar a atenção para despertar o que está meio adormecido nas pessoas pela correria do dia a dia, porque a sociedade está muito internauta e acaba perdendo o contato real com outras pessoas. Então esse contato do pessoal, da proximidade está se perdendo”, ressalta.
 
Jucelene Jornalista Redação EcoNotícias Movieco

Listagem de Artigos

Primeira 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 Última


Movimento Ecológico | Rua Dr. Danton Vampret - 128 Aldeia de Barueri | Fone: (11) 4163-4382 | E-mail: movieco@movieco.org.br